Marina Dubia

: organização particular ambulante formalizada em julho de 1992, onde atuam informações sobre a realidade material, corpos em movimento, e o código da linguagem verbal.
: arrisca exercitar o pensamento crítico.
: artista e escritora.
: um dia foi obcecada pela palavra “pãezinhos”.


gosta de trocar idéias à toa:  mcollors [at] hotmail.com

Portfólio Artístico // Portfólio Editorial //  CV

&

atos

[livro : TCC] Moscas Volantes, 2015-17 ¶
[ensaio] Padrões Infecciosos, 2017 ¶ 
[poesia] pós modernismo e vapor / modernismo e vapor, 2017 ¶
[tradução : ensaio] Contra Linguagem Ordinária: A Linguagem do Corpo (Against Ordinary Language: The Language of the Body), Kathy Acker (2017 – 1992) ¶
[tradução : ensaio] A Tirania da Ausência de Estrutura (The Tyranny of Structurelessness), Jo Freeman (2017 – 1973) ¶
[performance] (campo gestuário), 2016-17 ¶
[poesia] é paixão isto, 2016 ¶ 
[poesia] poema da colcha, 2016 ¶ 
[poesia] línguistica afetiva, 2016 ¶ 
[poesia] poesia de tipo analógico, 2015 ¶ 
[desenho : gravura] Inventários, 2015 ¶ 
[desenho : gravura] para (…), 2015 ¶  
[resma] Verbos Pré-Conjugados, 2014 ¶
[poesia] Haja Fôlego, 2013 ¶ 
[desenho] acúmulos, 2012 ¶
[ensaio] Inventou a fotografia um passado permeável?, 2012 ¶
[ficção] como todas as estrelas são fingidas, não devem ser creditadas, 2012 ¶ 
[pintura] praias, 2012 ¶
[resma] Escuro Entristecido, 2012
[resma] Puta que pariu, olha a lua, 2012 ¶ 
[ficção] De como o personagem utilizou de seus métodos e astúcia para salvar os lamentantes, 2008 ¶ 

publicações

Papel e tinta: armas de construção em massa. Todas as minhas publicações são impressas em casa, na minha adorada impressora HP Deskjet 970 Cxi. São edições abertas ou de pequena tiragem que frequentemente incluem intervenções gráficas em técnicas tradicionais de gravura e desenho. Meu foco são ensaios que tensionem corpo e linguagem; e poesia. Uma visão mais completa desta produção pode ser acessada em marinadubia.tumblr.com .